$type=ticker$count=12$show=post$cols=4$cate=0$sn=0

3 milhões já foram vítima de clonagem de WhatsApp no Brasil

COMPARTILHAR:

 Julho registrou o menor número de vítimas de clonagem de WhatsApp, desde janeiro de 2020. No entanto, o golpe segue em crescimento e já atinge mais de 3 milhões no ano, garante dfndr lab

O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, realizou um novo levantamento sobre o panorama da cibersegurança no Brasil, com base em registros de julho de 2020. O estudo identificou 40 mil links de golpes ativos no período, e projeta que cerca de 5,8 milhões de brasileiros tenham sido atingidos por links maliciosos somente em julho deste ano. O levantamento indica também uma queda no número de golpes de Clonagem de WhatsApp, registrando em julho, 340 mil vítimas no País, a menor média desde janeiro.

Entenda a estratégia dos golpistas

De acordo com Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, golpes espalhados por meio de notificações no navegador (chamadas “push notifications”) foram os mais utilizados por golpistas no período. “A estratégia dos criminosos é induzir a vítima a clicar em um link malicioso, geralmente compartilhado através de redes sociais ou WhatsApp, com a promessa de acesso a um conteúdo específico. A página falsa, então, solicita a permissão para o envio de notificações push. Ao conceder a permissão, a vítima permite que o cibercriminoso envie a ela anúncios, que geram lucro aos atacantes através das visualizações, e também acaba permitindo o recebimento de novos golpes”, alerta o especialista.

Clonagem de Whatsapp no Brasil já atinge mais de 3 milhões em 2020

Apesar de uma queda de 18% no número de vítimas do golpes de Clonagem de WhatsApp, registrada pelo dfndr lab em julho deste ano, a soma de brasileiros atingidos por esta modalidade já chega a ultrapassa os 3 milhões em 2020.


Para Simoni, a melhor maneira de combater o crescimento deste golpe é aliando educação à tecnologia: “a popularidade que este tema ganhou nos últimos tempos ajudou na conscientização e certamente contribuiu para a diminuição no número de vítimas em julho.  Mas ainda não é o suficiente para o combate efetivo ao golpe, os criminosos estão sempre criando novos maneiras para atrair e enganar vítimas, por isso é necessário ter sempre uma solução de segurança instalada em seu dispositivo”, complementa Simoni.

Saiba como se proteger contra golpes virtuais

1 - Utilize soluções de segurança no celular que disponibilizem proteção contra ameaças digitais. 

2 - Ative a autenticação em dois fatores, disponível no próprio WhatsApp, para aumentar a segurança da conta e evitar clonagens.

3 -  Busque informação! Recentemente, o dfndr lab mapeou os temas mais populares utilizados por cibercriminosos em golpes de clonagem de WhatsApp. 

4 - Tenha cuidado ao clicar em links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais. Sempre verifique as informações compartilhadas e desconfie de promoções, notícias sensacionalistas  e descontos. Descobriu que uma notícia compartilhada é fake news? Avise aos seus amigos, familiares e conhecidos.


Eu acrescentaria que o brasileiro, mas não só ele, é muito crente na internet. Vejo gente de todos os tipos acreditando em tudo que vê e lê nas redes sociais, especialmente. É cada corrente bizarra, cada descoberta fantástica. Fórmulas mágicas para ficar rico ou magro ou forte. Meus amigos: isso não existe! Se alguém soubesse um meio de ficar rico mais rápido não iria compartilhar, ainda mais de graça. E por aí os hackers vão ganhando espaço. Através de engenharia social eles aproveitam dessa nossa crença total e vão se aproveitando para lucrar com sites fraudulentos (ganham através de anúncios que são vistos por você) e por compartilhamento das notícias falsas. Ganham quando você quer ganhar aquela promoção para ir para um super hotel em Jericoacoara e bota todos os seus dados bancários, até a senha. E por aí vai. A melhor proteção é desconfiar de tudo, tudo mesmo. Seja mais cético e menos crente e as coias vão começar a melhorar para seu lado.

Via Diário do Nordeste

Curta Nossa Página no Facebook e receba as notícias em primeira mão

Siga Nosso Instagram

Siga o Instagram Varjota
Nome

Açude Araras,37,Brasil,210,ceará,161,Curiosidade,7,Entretenimento,2694,famosos,2696,Futebol,4,Mundo,47,Noticias,6,Novelas,83,Patrocínio,1,Policia,15,Politica,21,Radio Varjota,3,regional,171,tv,2,Varjota,84,vídeo,3,
ltr
item
Varjota Em Destaque e Rádio Varjota: 3 milhões já foram vítima de clonagem de WhatsApp no Brasil
3 milhões já foram vítima de clonagem de WhatsApp no Brasil
https://1.bp.blogspot.com/-N8YXjiSWGQs/XzVAfr4hSlI/AAAAAAABW6M/6Gb9sEhcYrMT14Vh66TGGvLvMmu3IT9ywCLcBGAsYHQ/w640-h360/WhatsApp.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-N8YXjiSWGQs/XzVAfr4hSlI/AAAAAAABW6M/6Gb9sEhcYrMT14Vh66TGGvLvMmu3IT9ywCLcBGAsYHQ/s72-w640-c-h360/WhatsApp.jpg
Varjota Em Destaque e Rádio Varjota
https://www.varjotaemdestaque.com/2020/08/3-milhoes-ja-foram-vitima-de-clonagem.html
https://www.varjotaemdestaque.com/
https://www.varjotaemdestaque.com/
https://www.varjotaemdestaque.com/2020/08/3-milhoes-ja-foram-vitima-de-clonagem.html
true
1155359983811472067
UTF-8
Todas as postagens carregadas Não foram encontradas mensagens VER TUDO Consulte Mais informação Resposta Cancelar resposta Delete Por: Início PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo POSTAGENS RELACIONADAS Categoria ARQUIVO SEARCH TODAS AS PUBLICAÇÕES Não foi encontrada nenhuma correspondência de postagem com sua solicitação Voltar início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Segue Para acessar essa matéria gratuitamente, siga as instruções abaixo: PASSO 1: Compartilhe no Facebook PASSO 2: Dentro do Facebook, clique no link que você compartilhou para abrir a matéria. Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar Tabela de Conteúdo