Companheiro confessa ter matado modelo enforcada com cinto de segurança, no Ceará


21/10/2019

Image

O companheiro da modelo Lucilene da Silva Monteiro, 38 anos, Francisco Hélio Batista, confessou em depoimento à Polícia Civil que matou a companheira enforcada usando o cinto de segurança do veículo. A modelo foi encontrada morta no sábado (19), com sinais de espancamento e estrangulamento, no loteamento Aquiraz, na Grande Fortaleza.
Segundo a polícia, Batista, além de confessar o crime, contou detalhes de como matou a modelo. Ainda de acordo com a polícia, ele tinha ciúmes da vítima e era muito possessivo. A polícia também descobriu, por meio de depoimentos de amigos e familiares, que o companheiro praticou violência doméstica contra Lucilene há alguns anos.

O POVO