Polícia Militar diz que não há nenhum indicativo de participação policial em morte da menina Agatha


24/09/2019

Image

Porta-voz da Polícia Militar do Rio de Janeiro afirmou que “não há nenhum indicativo” de “participação do policial militar no triste episódio que vitimou a pequena Ágatha (Félix)”, a menina de oito anos assassinada após ser atingida por um tiro na noite de sexta-feira (20), no Rio de Janeiro. A declaração foi dada pelo porta-voz da PM Mauro Fliess, em entrevista à TV Globo.

— Estamos reduzindo o número de homicídios dolosos e lamentamos profundamente que pessoas inocentes, como a Ágatha e como outras que já aconteceram no Estado do Rio de Janeiro, perderam suas vidas. Lamentamos profundamente e prestamos solidariedade às famílias — disse o porta-voz.

Ágatha morreu na madrugada de sábado (21), horas depois de ter sido atingida por um tiro de fuzil nas costas no Complexo do Alemão.

Por outro lado, parentes da menina acusam a polícia de ter feito o disparo com o objetivo de acertar um motociclista, mas o tiro acabou atingindo a garota.

Fonte: Zero Hora