" ELES ESTÃO PERDENDO TEMPO", DIZ SECRETÁRIO ANDRÉ COSTA SOBRE ATAQUES PRATICADOS POR FACÇÃO


26/09/2019

Image

“Tem um pequeno grupo de detentos trabalhando para um grupo criminoso especificamente e eles estão revoltados, querem o retorno das regalias, querem que volte a ter visita íntima, querem que volte a ter tomada na cela. Por conta disso, eles estão incomodados, estão fazendo essas ações nas ruas, pessoas ligadas a eles. Essa é a motivação”.

A declaração foi feita nesta terça-feira (24), pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, delegado Federal André Costa, que falou pela primeira vez em público desde o recomeço dos ataques criminosos no estado. André repetiu o tom do governador Camilo Santana (PT) e do secretário da Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, sobre a postura do estado diante de mais uma crise na segurança.

“Já foi determinado pelo governador Camilo Santana. Não vamos recuar um milímetro sequer. Não vamos voltar atrás. Eles (os criminosos que realizam os ataques) estão perdendo tempo. Não adianta nada o que estão fazendo. Não vai servir de nada o que estão fazendo no momento”, disparou.

Força Nacional

André Costa disse que com o trabalho de endurecimento das regas disciplinares dentro dos presídios, já foram confiscados cerca de 5,9 mil celulares. “Não vamos recuar”, repetiu.

A Secretaria da Segurança Pública do Ceará solicitou ao Ministério da Justiça e da Segurança Pública a cessão de 200 rádios-comunicadores da Força Nacional de Segurança para serem utilizados pelas polícias Civil e Militar no trabalho de contenção dos ataques criminosos.

Ainda segundo o secretário, cerca de 15 pessoas foram detidas como suspeitas de envolvimento nos ataques. Já o governador falou em mais de 30. (Fernando Ribeiro)