Advogado é preso ao tentar sair de presídio cearense com quase 20 bilhetes de facções criminosas


25/09/2019

Image

As mensagens faziam menção ao tráfico de drogas e fuga de presos.



Um advogado foi flagrado com quase 20 bilhetes contendo mensagens de integrantes de facções criminosas ao sair da Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL IV), em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza, nesta terça-feira (24). Segundo a polícia, Alaor Patrício Junior, 25 anos, foi preso e autuado por integrar organização criminosa e associação para fins de tráfico de drogas.
O advogado entrou com bilhetes na unidade e tentou sair de lá com outros, quando foi preso em flagrante, de acordo com Wilson Camelo, delegado titular de Itaitinga.
“Bilhetes fazendo menção a tráfico de drogas, fuga de presos, retaliação para quem está devendo para o tráfico”, disse o delegado.
Camelo não quis confirmar se as mensagens têm relação com os ataques criminosos ocorridos no estado desde a última sexta-feira (20), mas afirma que eram enviadas por líderes da facção criminosa intitulada Comando Vermelho. 
A Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Ceará (OAB-Ceará) se manifestou, por meio de nota, confirmando a prisão em flagrante do advogado e afirmando que acompanha o caso "para garantir a legalidade da prisão e também que o acusado tenha assegurado o direito à ampla defesa e ao contraditório". A Ordem acrescentou que "em caso de infração ao código de ética, a OAB tem o dever de abrir um processo disciplinar no Tribunal de Ética e Disciplina".
Ainda segundo o delegado de Itaitinga, quatro internos envolvidos com o advogado foram identificados. Os cinco homens foram conduzidos para a delegacia de Itaitinga e autuados por integrar organização criminosa. O advogado também foi autuado por associação para fins de tráfico. Ele não tinha antecedentes criminais.  

Fonte: Diário do Nordeste