Acusado de homicídios em Santa Quitéria e Varjota é preso no Rio de Janeiro


06/09/2019

Image
A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), em ação integrada com a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCRJ), capturou, nesta quinta-feira (5), um homicida foragido do Ceará que estava escondido no Rio de Janeiro. Antes de fugir, o homem enviou áudios com ameaças para um desafeto, confessando seis crimes cometidos nas cidades de Varjota e Santa Quitéria, no Interior Norte do Estado.
Daniel de Sousa Fideles (20), que já responde por homicídio e ameaça, foi capturado, na manhã de hoje, em uma oficina onde estava trabalhando, localizada na Rua Leopoldina Rego, no bairro Olaria, na capital carioca. O homem foi preso por força de um mandado de prisão solicitado pela Polícia Civil cearense, por meio da Delegacia Municipal de Santa Quitéria, pelo delegado Ivanildo Alves, pelo duplo homicídio no distrito de Sangradouro.
As investigações conduzidas pela PCCE, por meio das delegacias municipais de Santa Quitéria e Varjota, apontam que o homem é responsável por uma série de crimes ocorridos nas duas cidades pertencentes à Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16) do Estado. Os delitos são relacionados com o tráfico de drogas. Um dos crimes confessados no áudio trata-se do duplo homicídio que vitimou Francisco Alberto Ribeiro Lopes (42) e Ana Cíntia Silva de Sousa Ribeiro (20), ocorrido no dia 13 de junho deste ano. O casal foi executado dentro da residência no distrito de Sangradouro, na zona rural de Santa Quitéria. As investigações apontaram ainda que o homem fugiu para o Rio de Janeiro após cometer o duplo homicídio, ainda no mês de junho. As outras mortes confessadas pelo homem são investigadas pela Polícia Civil.
“Nos áudios ele demonstra valentia, porém fugiu para tentar se esconder da Polícia. O que ele não imaginava é que mesmo longe nós estávamos à sua caça, e a captura foi só uma questão de tempo”, afirmou Ivanildo Alves, delegado municipal de Santa Quitéria. O delegado explicou ainda que as tratativas para recambiar o preso para o Ceará já estão emandamento. “Vamos buscá-lo para que ele responda aqui pelos crimes cometidos. Não adiantou ele ir para longe”, encerrou Ivanildo.
Fonte: Policia Civil.ce.gov.br