Mulher armada impede que torcedores do Fortaleza agridam os do Ceará


04/08/2019

Image

Gravação foi feita por morador da região e divulgada em redes sociais. Caso ocorreu na avenida Dedé Brasil, em Fortaleza


Uma mulher armada, se identificando como policial, impediu que um grupo de torcedores do Fortaleza agredisse dois homens vestidos com a camisa do Ceará. Conforme O POVO Online apurou com comerciantes da região, o caso ocorreu na avenida Silas Munguba, no bairro Itaperi, pouco antes do jogo começar, na Arena Castelão.

Nas imagens, o grupo de torcedores caminha em direção ao local do jogo. Quando alguns deles avistam um motociclista com a camisa alvinegra, derrubam o homem e começam a agredi-lo. Outra pessoa, que estava na garupa da motocicleta, também é alvo do ataque. É possível ver, inclusive, um torcedor tentando furtar pertences nos bolsos do passageiro. Cerca de 20 pessoas se envolvem nas agressões.

A mulher intervém quando os ataques se concentram no condutor da motocicleta. Ela dispara três vezes para o alto e avança em direção ao grupo de agressores, que foge. "Eu sou 'polícia", eu sou 'polícia'", repete a mulher com arma em punho.

Depois que as agressões cessam, ainda há três estampidos, mas não é possível identificar pela gravação se foram feitos pela suposta policial.

Em nota, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) informou que não há registro sobre o caso na Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) e que não foi possível identificar a mulher como sendo uma policial militar.

Confira o vídeo:



O Povo