Prefeito de Quixadá e servidores do município são alvo de nova investigação do MPCE


24/04/2019

Image
O prefeito de Quixadá, Ilário Marques, e servidores ligados à administração pública do município são mais uma vez alvo de investigação do Ministério Público do Ceará (MPCE) e a Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (24). A polícia deflagrou a segunda fase da operação "Fiel da Balança", e deu início à operação “Casa de Palha” no município. Ambas investigam crimes contra a Administração Pública. Pelo menos seis pessoas foram conduzidas à Delegacia Regional de Quixadá para prestar depoimento.



O presidente da Câmara, Ivan Benício de Sá, conhecido como Ivan Construções, támbém é alvo da operação. Há um mandado de prisão temporária contra ele. Segundo uma fonte da prefeitura da cidade, ele já foi detido. Ao todo, foram expedidos sete mandados de prisão temporária.
O diretor da policlínica de Quixadá é outro dos alvos investigados.

A polícia também cumpriu mandados de busca e apreensão na casa do prefeito, na prefeitura municipal, e em outros três municípios do Ceará nesta manhã.

Desvio de dinheiro

A primeira fase da operação “Fiel da Balança” ocorreu em agosto de 2018, com objetivo de combater crimes de falsidade e desvio de dinheiro público relativos ao serviço de coleta de resíduos sólidos em Quixadá. Na época, Ilário Marques e secretários do município foram afastados.

"Casa de Palha"

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, as investigações no âmbito da operação “Casa de Palha” apontam para a existência de crimes de fraude em licitações, peculatos e outro ilícitos ligados à realização de obras de engenharia no município de Quixadá.

O Sistema Verdes Mares entrou em contato com a prefeitura de Quixadá, mas as ligações não foram atendidas até a publicação.




(Diário do Nordeste)