Polícia investiga assassinatos de travestis no feriadão


23/04/2019

Image
Dois homossexuais estão entre as 23 pessoas assassinadas no Ceará no fim de semana prolongado da Semana Santa. Um dos crimes ocorreu em Fortaleza e outro no Interior. Houve ainda um terceiro caso em que um travesti foi baleado na cabeça e socorrido, em estado gravíssimo, para o Instituto Doutor José Frota, na Capital.



O primeiro caso ocorreu ainda na manhã da Quinta-Feira Santa (18), quando o corpo de um travesti foi encontrado com marcas de violência em um canal cercado de mato na Avenida J do Conjunto Ceará. A Polícia esteve no local, mas não conseguiu identificar a vítima.

O segundo caso ocorreu no Município de Tarrafas, na Região Sul do estado (a 451Km de Fortaleza), onde um cabeleireiro foi morto a golpes de faca e o corpo deixado nas proximidades do Matadouro. A Polícia rapidamente esclareceu o crime prendendo um dos envolvidos. Segundo as autoridades, Expedito Alves de Sousa, 49 anos, teria sido assassinado por um ex-amante, a quem havia prometido dinheiro para comprar uma motocicleta e não cumpriu.

O crime foi premeditado e contou com a participação de três suspeitos. Todos já foram identificados e um deles está detido. Carlos Alberto de Oliveira, preso pela Polícia, contou que Expedito foi morto a facadas pelo ex-amante, conhecido por Arnaldo, que está foragido.

Baleado

O terceiro crime ocorreu na noite do domingo (21), no bairro Boqueirão, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), quando Francisco de Assis dos Santos, 28, que usa o nome social de “Raíssa”, foi atingido com um tiro na cabeça.

O crime ocorreu no interior de uma residência na Rua José do Patrocínio. “Raíssa” foi baleada por um desconhecido. Policiais do 12º BPM estiveram no local em busca de informações sobre o caso, mas não prenderam nenhum suspeito, até agora.

Informações Fernando Ribeiro