Delegada de Itapajé silencia após descoberta de mais um caso de estupro de criança


22/08/2018

Image

Promotora Valeska Catunda convocou Audiência Pública na quarta-feira para debater omissão no combate aos crimes sexuais no Município.


Delegada

A delegada de Itapajé, Rogéria Neusa, foi procurada por um criança que revelou ter sido estuprada no Patronato São José. Mesmo com a denúncia, ela não acionou o Conselho Tutelar. O mais triste é que os próprios estupradores já haviam confirmado o crime ao ex-delegado do Município, André Firmino, mas a família da vítima, tentando preservá-la, não tinha permitido o depoimento.

Vendo a total omissão nas investigações de crimes sexuais, a promotora Valeska Catunda convocou uma Audiência Pública, nesta quarta-feira (22), para pressionar as autoridades. A reunião acontecerá na Câmara dos Vereadores, a partir das 14h.

(Cearanews7)