Homem dá pão com manteiga envenenado para 5 crianças; duas eram abusadas


23/07/2018

Image
Homem dá pão com manteiga envenenado para 5 crianças; duas eram abusadas (Foto: Reprodução)
Roque dos Santos queria matar os três filhos da ex-companheira por não aceitar o fim do relacionamento. (Foto: Reprodução)
Roque dos Santos, de 48 anos, foi preso no último sábado (21/07) após envenenar cinco crianças no bairro Camboatã II, no município de Paragominas, no sudeste paraense. Uma menina de apenas cinco anos morreu em decorrência do envenenamento.
Segundo o diretor da seccional de Paragominas, Cristiano Nascimento, o crime teria sido motivado após o término do relacionamento da mãe das crianças com Roque há cerca de um mês.
“A mulher era mãe de três crianças que ele envenenou. Ele preparou pães com manteiga e chumbinho para envenenar os filhos da ex-companheira, mas haviam outras duas crianças - meninas - brincando com elas no momento, amigas das filhas, uma de 5 e outra de 11 anos”, explicou o diretor.  
As crianças foram socorridas para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paragominas. Roque foi preso em flagrante quando estava fugindo para a zona rural do município.
“Durante o atendimento das crianças, a UPA entrou em contato com a gente para denunciar a prática de abuso sexual habitual em duas, amigas das filhas da ex-companheira de Roque”, relatou Nascimento.
Segundo o diretor, o autor do abuso já foi identificado e as buscas pelo suspeito já iniciaram.
“No dia que as crianças deram entrada na UPA, o autor do abuso se evadiu. As crianças fizeram os exames que constataram o crime. Já temos a qualificação dele e as buscas continuam”, afirma.
Uma criança de apenas cinco anos, uma das vítimas do abuso, não resistiu e faleceu na noite do último sábado (21), segundo o diretor da seccional de Paragominas.
“Durante a noite, fomos informados de que a criança de 5 anos veio a falecer, que não era filha da ex-companheira de Roque. As outras quatro crianças estão estáveis”, garantiu Nascimento.
Roque dos Santos foi conduzido para o presidio de Paragominas. Os dois inquéritos estão sendo presididos pelo delegado Marcelino Amazonas.
Dol