Pai mata filha envenenada e queima o corpo com ajuda da esposa

Segundo informações da polícia, os pais da vítima não aceitavam ela namorar um rapaz.
Um caso chocante veio à tona para os meios de comunicações essa semana. 



Na ocasião, um homem supostamente empurrou o veneno na garganta de sua filha depois que descobriu que ela estava apaixonada por um homem que ele tinha reprovado para ela namorar. Menina tem corpo queimado pelo pai com ajuda da esposa e do cunhado.
Conforme informações da imprensa, o homem, então, viu a filha morrer e depois queimou seu corpo em um campo no dia seguinte com a ajuda de sua esposa e do cunhado. O assassinato teria ocorrido no dia 20 de fevereiro em uma aldeia chamada Gollanabeedu, no estado indiano do sul de Karnataka, segundo os relatórios da Polícia. A vítima foi identificada como Sushma, de 20 anos, a mais velha de três filhas de Kumar Gowda e sua esposa Jayanthi. Após tomar conhecimentos dos fatos, a polícia prendeu o pai da menina e está a procura dos outros envolvidos na morte da garota. Vítima é levada para morar com tio para ficar longe do homem Conforme informações, a vítima estava tendo um caso com um homem de uma casta diferente, algo que seus pais se opuseram veementemente. Ela foi forçada a interromper sua educação universitária e foi transferida para casa de um parente para ficar longe do homem, de acordo com a polícia. Os pais de Sushma, o tio e o irmão Kempanna, depois, tentaram persuadi-la a se casar com um rapaz da escolha de sua família, mas a jovem se recusou. Isso irritou os familiares. Jovem é forçada a beber suco de laranja envenenado “Envolvendo-a em uma conversa, a mãe da menina disse ter oferecido o seu suco de laranja misturado a um líquido tóxico. Sushma tomou alguns goles e parou, dizendo que o suco estava com gosto forte. Ao ver sua artimanha falhar, Kumar, Jayanthi e Kempanna seguraram suas narinas e forçou o suco na garganta”, disse um policial para o site Times Times. Pai da menina confessa o crime e são se arrepende do fez A polícia foi avisada sobre o incidente por aldeões depois que as notícias se espalharam, atestando de que a morte teria sido por falta de honra e lealdade à familia. A polícia informou que durante o depoimento o pai não mostrou remorso e admitiu o crime, dizendo que era apenas um castigo para Sushma porque amava um homem fora de sua casta e estava querendo se casar com ele. Até o fechamento desta edição, a polícia não tinha encontrado a mãe e nem outro suspeito na participação na morte da garota. Um inquérito policial foi aberto e o caso está sendo investigado.


 FONTE: Blasting News
Disqus Comments

Notícias Geral

Mais de Notícias Geral
 

Mundo

Mais do Mundo