Assaltantes cearenses são mortos após trocar tiros com a polícia

Dois cearenses acusados de uma série de roubos a banco no Nordeste e no Norte foram mortos, ontem, no Estado de Roraima. Pedro Gomes da Silva Filho, conhecido como 'Pedro das Vacas', de 56 anos de idade, e Lerivelton Maia Silva, 47, trocaram tiros com a Polícia, foram alvejados e não resistiram aos ferimentos, no município de Boa Vista.





De acordo com a Polícia Militar de Roraima, a dupla foi encontrada em um esconderijo, pelos agentes de segurança, no bairro Raiar do Sol, e reagiu à abordagem, disparando vários tiros contra os PMs.

Os suspeitos 'Pedro das Vacas' e Lerivelton chegaram a ser socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreram no Hospital Geral de Roraima.

Conforme a imprensa de Roraima, pelo menos dois comparsas da dupla cearense conseguiram fugir e, até a noite de ontem, permaneciam foragidos. Eles foram identificados como Rosivaldo Ferreira Barros, 36, e Iran Santana da Silva, 40.

Histórico


'Pedro das Vacas' era natural de Acarape, no Maciço de Baturité, no Ceará. Segundo uma fonte da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), Pedro era especialista na modalidade 'sapatinho' (sequestro de um gerente de banco ou de um familiar para obrigá-lo a abrir os cofres da agência), sendo considerado pela Polícia como um dos maiores assaltantes de banco do Brasil. Ele havia sido preso em Fortaleza no ano de 2015, por um crime em Manaus.

Lerivelton Maia nasceu em Quixadá, na Região do Sertão Central, no Ceará. Além de roubo a banco, ele tinha passagem pela Polícia por um homicídio cometido em Roraima.

Tanto Pedro como Lerivelton fugiram do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, durante uma briga entre as facções criminosas Primeiro Comando da Capital (PCC) e Família do Norte (FDN), que deixou 60 presos mortos, em janeiro deste ano.

A dupla era suspeita de participar de um ataque à agência do Banco do Brasil de Iranduba, na Região Metropolitana de Manaus, recentemente.

   Informações Diario do Nordeste
Disqus Comments

Notícias Geral

Mais de Notícias Geral
 

Mundo

Mais do Mundo