Após ser expulso de sala de aula: Aluno corta a garganta de professora

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Após ser expulso de sala de aula: Aluno corta a garganta de professora

Segundo informações, o aluno foi até a casa da professora e atacou usando uma faca.
Dois meses depois de um menino de 14 anos ser expulso de uma sala de aula de matemática, ele cortou a garganta de sua professora de 60 anos, na tarde da última sexta-feira (23). 




Conforme informações repassadas pela imprensa local, o incidente ocorreu em Veppampattu, um subúrbio no oeste de Chennai, na Índia. Embora a polícia tenha prendido o menino, que está no 9º ano do colegial, ainda não sabe o que levou o suspeito a cometer o crime bárbaro.
Porém, segundo relatos, o menor estava chateado como sua professora, identificada como Ambika Anand. Os amigos do acusado relataram que a professora era muito rigorosa com ele e lhe passava tarefas quase impossível de resolver. Aluno corta a garganta de professora com uma faca de cozinha As investigações da polícia apontaram que Anand havia expulsado de sala o acusado há alguns meses.
No dia do crime, o menino, que mora na mesma localidade, foi à casa de Anand com pretexto de esclarecer algumas dúvidas. “Quando ela o deixou entrar em casa, ela não sabia que ele tinha uma faca de cozinha escondida que ele carregava de casa”, disse um policial ao jornal The Times of India. Depois que Ambika pediu para ele se sentar, o menino de repente puxou a faca e a atacou. Ele tampou a boca da vítima com uma mão para impedi-la de gritar e a esfaqueou. Ele a golpeou na cabeça e cortou sua garganta.
Embora a vítima idosa tenha conseguido gritar por socorro, o menino conseguiu fugir. Ao chegar ao local, a polícia encontro a vítima ensanguentada. Vizinhos socorrem a vítima e levam para uma unidade médica “Alguns vizinhos ouviram Ambika gritar e a levaram para o hospital mais próximo. Os médicos deram seus primeiros socorros de emergência e a levaram para o Hospital Público de Tiruvallur”, disse um policial.
Segundo informações, a vítima levou cerca de oito pontos em sua garganta. O estado de saúde da vítima não foi revelado. Acusado confessa o crime alegando que estava chateado com professora Quando os policiais pegaram o menino, ele se negou a responder as perguntas feitas pelas autoridades locais. Porém, no decorrer da conversa, o suspeito acabou confessando.
Segundo o adolescente, ele estava chateado por ela tê-lo expulsado da aula. “Ainda estamos interrogando-o para ver se ele tinha algum outro motivo”, acrescentou o policial. A polícia não informou qual vai ser as providências tomadas a respeito do menor. O caso está sendo investigado.

Compartilhe:

Disqus Comments