Quixadá: Motorista de carro-pipa morre em acidente

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Quixadá: Motorista de carro-pipa morre em acidente

Um grave acidente de trânsito ocorreu no fim da madrugada desta quarta-feira (8) causando a morte do motorista de carro-pipa Jairo Benício Honorato, 38 anos, conhecido como “Nem”. Ele seguia viagem como passageiro de um automóvel de marca Chevrolet, modelo Celta, quando o veiculo deles engavetou na traseira de uma caminhonete D10, da mesma montadora. O impacto foi tão forte que ele ficou preso entre as ferragens, explicaram policiais que atenderam a ocorrência.




A Polícia acrescentou que a colisão ocorreu a altura do Km 137 da CE-265, em Quixadá. Os dois veículos seguiam na mesma direção. O motorista da caminhonete transportava animais de pequeno porte da localidade de Cipó dos Anjos, na rural de Quixadá, para a Feira de Animas, nesta cidade. Ao ser atingido na traseira ele conseguiu controlar e parar o veículo na margem da rodovia, junto a ribanceira.
O motorista do Celta, Danilo Cavalcante Gadelha, 28 anos e a vítima fatal haviam iniciado viagem do distrito de Várzea da Onça, onde moram, para Fortaleza. Pretendiam prestar contas de rotas do programa Operação Pipa, na administração da 10ª Região Militar. Haviam saído na madrugada para chegarem cedo. A fila de espera é grande. Foram as informações de amigos pipeiros que foram ao local do acidente.
As equipes da Policia Civil e da Perícia Forense também foram ao local do sinistro, isolado por uma patrulha da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). O Corpo de Bombeiros de Quixeramobim foi acionado. Havia necessidade de retirar o corpo da vítima das ferragens. O automóvel, que ficou praticamente retorcido, teve a sua capota afundada com o impacto por ser mais baixo que a caminhonete.
Um inspetor da Polícia Civil que esteve no local da colisão acrescentou que os dois motoristas não apresentavam sintomas de ingestão de bebida alcoólica. Quando estava sendo socorrido pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) o condutor do Celta relatou que estava muito cansado e havia cochilado naquele momento. Quando pisou no freio o carro já estava atingindo a caminhonete. O ponteiro do velocímetro ficou preso nos 90Km/h.
Diário do Nordeste Online

Compartilhe:

Disqus Comments