Mãe enforca criança de 10 meses e envia vídeo para o pai

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Mãe enforca criança de 10 meses e envia vídeo para o pai

Alguns crimes fazem com que a sociedade duvide da humanidade e do amor das pessoas. Um vídeo que vem sendo divulgado em redes sociais mostra uma cena que ninguém jamais imaginaria que uma mãe fosse capaz de fazer. 



De acordo com detalhes publicados pelo portal CM7, uma mãe tentou matar o próprio filho de apenas dez meses, ela enforcava a criança durante a gravação que serviu como uma forma de ameaça para o pai do garoto. Os familiares informaram que ela teve um surto e foi levada para um hospital em Belo Horizonte. O vídeo contém imagens muito fortes e deve ser assistido com cautela.

Após passar pelos momentos de dor nas mãos da própria mãe, a criança foi resgatada e se encontra no momento com uma tia, ela não corre risco de morrer. De acordo com os vizinhos da criminosa, ela estaria fingindo o surto para conseguir se livrar de uma eventual prisão. Identificada como Tatiane Pimenta, a mulher precisou ser escoltada pelos policiais para não ser alvo de linchamento dos populares que souberam de tudo o que ela fez com a criança. Uma mãe quase matar o próprio filho de apenas dez meses o enforcando-o deixou a população furiosa e isso foi refletido nas redes sociais. Vários palavrões de baixo calão foram registrados contra a mulher: "Sem Sem palavras, uma mulher dessa é um mostro, deve pegar uma surra da delegacia até morrer", comentou Elisangela Oliveira. "Gente so ficando louca mesmo pra ter coragem de fazer um absurdo desse", escreveu Shirley Mendes.

Em 2012 a primeira Cãmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou um pai por torturar o próprio filho de um mês e meio de idade. As agressões foram gravadas pela mãe, que desconfiou que a crianã era maltratada pelo pai nos momentos em que eles ficavam sozinhos. A criança apresentou hematomas e até fraturas, as imagens registraram que ele sufocava o bebê, o xingava, além de por os dedos na boca da criança, a fim de deixá-lo sem ar. O criminoso ainda dava tapas nas nádegas do filho. Em primeira instância, ele foi condenado a seis anos de reclusão em regime fechado por tortura. O criminoso ainda tinha uma arma sem autorização, o porte ilegal ainda lhe rendeu 1 ano e 8 meses de detenção.

Ele tentou afirmar que fez aquilo para evitar que o filho se engasgasse, mas como a justificativa não foi aceita, ele apelou e requereru a desclassificação do delito de tortura para maus-tratos. Porém, o desembargador Flávio Batista Leite, os delitos foram comprovadas pelo auto de prisão em flagrante. A filmagem foi prova principal do crime cometido contra a criança, que foi torturada, de acordo com a justiça.

 Folhamax

Compartilhe:

Disqus Comments