Vídeo +18! Bandido é executado por facção rival

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Vídeo +18! Bandido é executado por facção rival

Crime aconteceu em Porto Alegre e foi cometido por uma facção rival.


Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a guerra entre facções de traficantes é tão violenta quanto dos estados do Norte, Nordeste e Sudeste.

E igualmente as mídias sociais são usadas como elementos difusores do medo e da intimidação. Agressões de todo o tipo, e tiros na cara estão virando cenas corriqueiras, sempre registradas por meio de aparelhos celulares e depois divulgadas nas redes sociais, especialmente o Facebook.

Um post que está circulando neste fim de semana na internet mostra um exemplo. Um rapaz é filmado sendo executado por bandidos que pertenceriam à uma facção inimiga da organização dos agressores.

O post mostra que este é apenas mais uma das crescentes baixas provocadas entre confrontos dentro do próprio mundo do crime. Estariam envolvidas as facções “Manos” e “Bala na Cara”.

No post há dois vídeos. Num deles o rapaz agredido é intimidado com pelo menos cinco tipos de armas, sendo uma branca e quatro de fogo. Os algozes obrigam o garoto a contar quem estava em um carro prata e o que eles estariam fazendo. Ele conta a história que é obrigado. “São tudo anti bala”, diz um dos agressores.

“Tão tudo lá no beco. São tudo embolamento com o Xexéu”, repete o rapaz, conforme determina o rival.

Depois ele argumenta que não é embolamento. “Só ando na rua lá”.

Os bandidos não acreditam e em um outro vídeo o garoto aparece recebendo muitos chutes na cara. Enquanto é obrigado a dizer que os “balas” são os maiores, são os Leões do crime. “Fala mano, fala mano”, irrita-se um dos agressores.

A vítima do espancamento responde o que lhe mandam, mas mesmo assim não é poupada. Recebe chutes fortes na cara e, na sequência, a sentença final. Vários tiros são dados. Pelo menos 36 disparos são ouvidos. As tais “balas na cara” são disparadas de várias armas e em três momentos diferentes.

Os executores se preocupam em saber se o vídeo está captando cada detalhe da ação torpe.

Essa guerra entre facções tem assustado cada dia mais a população das periferias de Porto Alegre e de cidades daquela região metropolitana. Em maio deste ano, um outro crime bastante chocante foi registrado em vídeo e publicado no Youtube e Facebook. Nele é mostrado a captura de um membro de uma facção rival pela quadrilha “Bala na Cara”. E, na sequência, a vítima foi morta por meio de uma decapitação.

O sequestro da vítima ocorreu na cidade de Gravataí.  A vítima, conhecida pelo apelido de “Bunitinho”, era um homem de 47 anos, que cumpria pena no sistema semiaberto e usava uma tornozeleira eletrônica



Compartilhe:

Disqus Comments