Modelo britânica sequestrada é colocada à venda na internet

Modelo britânica sequestrada é colocada à venda na internet

Uma modelo britânica foi sequestrada e mantida em cativeiro por seis dias após ser chamada para fazer um ensaio fotográfico em Milão, na Itália.


 Após o sequestro, a mulher de apenas 20 anos foi anunciada para venda pelos algozes na deep web. Para “impedir” a negociação online, eles pediram à família dela um valor de US$ 300 mil, equivalente a R$ 900 mil. A transação deveria ser feita por Bitcoins, uma moeda virtual.
A vítima chegou em Milão um dia antes do ensaio fotográfico, marcado pelo agente dela. No local, ela foi drogada, colocada dentro da mala de um carro e levada para a cidade de Lemie, na fronteira da França. Ali, ela ficou algemada por seis dias. A modelo só foi descoberta pela polícia após ser levada por um dos sequestradores ao consulado britânico de Milão. O rapaz, um polonês de 30 anos, foi preso. A polícia ainda estuda a razão do sequestro, assim como o motivo pelo qual ele a entregou à polícia. “Percebi que não podia fazer isso com ela”, afirmou em depoimento publicado no jornal italiano  Corriere Della Sera

. Segundo a polícia local, ele apresenta sinais claros de mitomania.
As autoridades ainda buscam mais uma pessoa que estaria relacionada ao sequestro. A suspeita é de que ambos façam parte de uma organização criminosa e de que esta não seja a primeira investida do grupo no sequestro de mulheres. Autoridades da Itália, Polônia e Reino Unido estão envolvidas nas investigações. Não há informações sobre o estado de saúde da modelo.
(Por CuriosaMente)

Compartilhe:

Disqus Comments