Homem estupra própria prima com necessidades especiais

Homem estupra própria prima com necessidades especiais

Atos de violência doméstica e violência sexual contra crianças, adolescentes e mulheres são noticiados com muita frequência em vários meios de comunicações. 


As principais vítimas desses atos ilícitos sempre são as crianças e pessoas com necessidades especiais, que não têm como se defender das garras dos seus agressores. O mais surpreendente de tudo, é, que, os principais acusados são os próprios membros da família da vítima. Foi exatamente o que aconteceu com uma menina com necessidades especiais, que foi estuprada pelo primo.

Entendo o caso

Conforme uma reportagem publicada no domingo (13) pelo portal de notícias Bahia Extremo Sul, um homem foi preso pela Polícia acusado de estuprar uma menina na cidade de Itanhém, na Bahia.

O acusado de ter cometido o crime foi identificado como João Ferreira Campos Júnior, de 26 anos, que é morador da cidade de Santa Rita.

Segundo a polícia, o suspeito estava em Itanhém para a comemoração dos 59 anos da cidade e resolveu ficar na casa da tia, que é mãe da vítima. Conforme relatos, o Campos Jr. foi para a festa e levou a chave da casa. Ao retornar da comemoração, o acusado foi direto para o quarto da vítima, onde abusou da jovem.

Quando a menina conseguiu escapar das garras do agressor, ela foi até o quarto da mãe, para quem relatou o que tinha acontecido. A mulher foi até o quarto e encontrou o lençol sujo de sangue e o agressor escondido de baixo da cama. Diante dos fatos, a mulher acionou a polícia, contou que sua filha tinha sido vítima de violência sexual dentro de casa e o agressor é um parente da família.

Diante da situação, uma viatura da polícia se deslocou até o local informado. Quando os policiais chegaram ao local, o homem foi preso em flagrante e levado para a delegacia de polícia da cidade. De acordo com a polícia, a mãe e a vítima também foram até a delegacia, onde registraram um boletim de ocorrência contra o rapaz.

Campos Jr. prestou o depoimento para a delegada Maria Luíza Ribeiro. Após prestar declarações, foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. A delegada relatou que o acusado ainda estava com suas roupas íntimas sujas de sangue.

Em seguida, ele foi levado para um presídio da cidade, onde ficará à disposição da Justiça pata tomar as medidas necessárias para o caso. A vítima passou por exames de delito. As peças íntimas do sujeito junto com e lençol foram encaminhadas para a perícia. A polícia da cidade abriu um inquérito e o caso continua sendo investigado.

 Francisco Chagas via Blasting News

Compartilhe:

Disqus Comments