Adolescente empinando bicicleta no meio da rua morre atropelado

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Adolescente empinando bicicleta no meio da rua morre atropelado

Mulher que dirigia o veículo parou para socorrer a vítima, que não resistiu em morreu dois dias depois.


Um trágico acidente vitimou fatalmente um adolescente de apenas 14 anos que voltava da escola em Campo Novo do Parecis, a 397 quilômetros de Cuiabá, Mato Grosso. Ele vinha pedalando sua bicicleta no meio da pista de uma avenida. Começou a empinar a bike e acabou perdendo o equilíbrio e caindo para o lado de onde vinha a motorista.

O carro deu apenas um toque no menino, mas isso foi o suficiente para joga-lo contra o meio-fio. A bicicleta ficou bem avariada. E ele, uma vez no chão, já não se levantou mais. A motorista parou o veículo na hora e correu junto com um homem e uma criança para tentar socorrer o adolescente, já desacordado.

Câmeras de segurança registraram toda a sequência de cenas, ocorridas na última sexta-feira (18), na Avenida Mato Grosso, nairro Jardim Alvorada. Pelas imagens é possível ver que a vítima vinha logo atrás de outro ciclista, também estudante. Ele não foi ferido e no momento do atropelamento para com sua bicicleta, sem acreditar no que acabara de acontecer.

Infelizmente, o garoto bateu a cabeça na guia e foi levado em estado grave para o hospital. Dois dias depois, no domingo (20) ele não resistiu ao tratamento intensivo e acabou falecendo na UTI de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Civil, o ciclista atravessa a frente do carro de forma inesperada, causando o atropelado. A condutora, de 37 anos, ficou em estado de choque e não teve condições de ser ouvida na mesma data. O titular da delegacia onde a ocorrência foi registrada, Adil Pinheiro, informou que foi aberto um inquérito para apurar a responsabilidade do acidente.

Ele quer que a perícia analise as imagens para identificar a velocidade em que o carro estava no momento do atropelamento. “Ele empinou a bicicleta, estava no meio da pista, perdeu o controle e foi para o lado em que o carro estava passando”, já antecipa o delegado, esclarecendo que resta saber ainda se a motorista pode ter tido alguma responsabilidade em função de estar em velocidade considerada alta para a via”, explicou, informando que a velocidade máxima permitida naquela via é de 40 km/h.

A condutora seria chamada a dar seu depoimento nesta segunda-feira (21), assim como o adolescente que estava acompanhando a vítima.

O garoto atropelado foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) primeiro para uma unidade de saúde em Campo Novo do Parecis. Lá os médicos detectaram traumatismo craniano e mandaram que o adolescente fosse transferido para a um hospital com mais recursos, em Tangará da Serra.

No entanto, por conta de um edema cerebral, processo que gera o inchaço do cérebro em razão do acúmulo de líquido nos tecidos, ele piorou, tendo a morte cerebral confirmada no domingo (20).

 Selina Coutinho via News 365


Compartilhe:

Disqus Comments