Carregando...

slider

Navegue

Varjota: Abertura das comportas do Araras para fins comerciais poderá secar açude



Varjota. De 2012 até 2016 foram de secas que só prejudicaram o açude Araras. Foi provado que o grande vilão após as secas para a diminuição das águas do açude era a perenização do Rio Acaraú, essa feita em escala comercial para irrigar o perímetros. Após o fechamento das comportas o açude ficou estável. Agora com abertura das comportas e ainda pouca água para segurança dessas perenizações em escala comercial deixa todos convictos que os responsáveis pelo o comitê da bacia do Acaraú, têm a certeza que em 2018 teremos um inverno ótimo ou então eles são videntes. Uma perenização como aconteceu no açude Taquara durante 2016, cerca de 500lts por segundo não fazeria mal para o Araras já que muitas famílias ribeirinhas dependem dessa água para sobrevivência humana.

A reunião do Comitê da Bacia do Acaraú aprovou, pelo placar de 13 a 09, pela abertura das comportas do açude Araras, desta feita, o perímetro irrigado do médio e baixo Acaraú será beneficiado com um maior aporte hídrico, e consequentemente, as sete cidades abastecidas ( Varjota, Reriutaba, Pires Ferreira, Ipu, Hidrolândia, Nova Russas e Crateús) poderão ter sérias complicações em fornecer água aos seus respectivos munícipes ao longo de 2017, e quem sabe até mesmo no início de 2018.

Com apenas 17% da sua total capacidade segundo o DNOCS, o Araras, com abertura das comportas, perderá volume rapidamente, o que de certo modo implica na diminuição das águas fornecidas aos sete municípios que possuem adutora para captação de água do mesmo.

Dos sete municípios que poderiam impedir a abertura das comportas durante a assembléia de votação da CBH-Acaraú, somente marcaram presença os municípios de Ipu e Varjota. Isso mostrar a falta de defesa junto ao povo.

Com Informações do expresso Ipu texto adaptado pelo Varjota em Destaque.com
Compartilhe

Varjota Destaque Destaque

Poste um comentário: