slider

Navegue

Rádio Varjota

Motorista de Uber é obrigado por traficantes carregar corpo até UPA

RIO — Um motorista do aplicativo Uber foi obrigado por traficantes da comunidade Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio, a carregar um corpo até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro, na manhã desta segunda-feira.



Júlio Alves Soares, de 21 anos, teria sido morto na Estrada do Barro Vermelho e colocado no banco de trás do automóvel. A Delegacia de Homicídios da Capital instaurou inquérito para as apurar as circunstâncias do crime.

De acordo com informações do 9º BPM (Rocha Miranda), Júlio Alves foi assassinado por traficantes. Após o crime, o motorista de Uber, que passava pelo local, foi abordado e obrigado a carregar o corpo até a UPA. Ao chegar na unidade, o condutor desceu do automóvel e entrou em contato com a polícia.
Segundo a Polícia Civil, uma perícia foi realizada no local e as investigações estão em andamento para apurar os fatos e identificar a autoria do crime.


Fonte:extra.globo.com

Compartilhe

Varjota Destaque Destaque

Poste um comentário: