Vídeo! Motorista preso nas ferragens após acidente

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Vídeo! Motorista preso nas ferragens após acidente

Foram mais de cinco horas preso nas ferragens deste caminhão madeireiro que tombou após perder o controle em um desvio construído pela empresa que está recuperando parte do asfalto danificado na BR 230. 



O acidente aconteceu no início da noite de sábado por volta das 19 horas e 45 minutos, na altura do KM 42 da Rodovia Transamazônica, a 04 Km da cidade de Brasil Novo.

O caminhão vinha carregado com cinco toras de madeira e ao entrar no desvio, o motorista não conseguiu controlar o veículo e acabou virando. De acordo com essa testemunha que presenciou o momento do acidente, o caminhão estava com pouco farol e desceu desgovernado em alta velocidade.

No início, policiais locais e a equipe do SAMU de Brasil Novo, com ajuda de populares e utilizando uma pá carregadeira, tentaram resgatar a vítima das ferragens, mas sem sucesso. O motorista que sobreviveu ao acidente, reclamava de muitas dores e tinha dificuldade para respirar.

A viatura do corpo de Bombeiros de Altamira só chegou por volta das 21 e 15, cerca de uma hora após o acidente. De imediato, os militares iniciaram os procedimentos para resgatar o motorista que até então, continuava preso nas ferragens.

Essa outra testemunha conta que ele e um amigo, tiveram que cavar o chão usando as mãos para livrar parte do corpo do motorista que sentia falta de ar. Ele disse que apos isso, acionaram o resgate.

Foram muitas tentativas para retirar a vítima das ferragens do caminhão, e várias pessoas observavam de perto o trabalho dos Bombeiros que também tiveram ajuda de populares. Cerca de mais de cinco horas após o acidente, já na madrugada de domingo, por volta de uma hora da manhã, o motorista conhecido por Isaque de aproximadamente 32 anos, foi finalmente resgatado e levado direto para a ambulância do SAMU e em seguida encaminhado para o Hospital Regional em Altamira.

ASSISTA:


Reportagem: Gleyson Araujo - Imagens: Tiago Ribeiro

Compartilhe:

Disqus Comments