Garotas receberem mensagem macabra no Whatsapp e são internadas em estado grave

Garotas receberem mensagem macabra no Whatsapp e são internadas em estado grave

O homem está longe de desvendar todos os mistérios do mundo, especialmente porque a frequência com que acontecem chega a ser alarmante. 



Eventos sobrenaturais, incluindo previsões mediúnicas e casos de possessão, são os que mais atraem olhares curiosos e dão trabalho às autoridades que são envolvidas a fim de desmistificar a ligação com o além.

E foi mais um acontecimento desses que deixou o Peru em estado de alerta nos últimos dias. Segundo o portal R7, duas garotas receberam uma mensagem macabra em seus celulares e logo depois começaram a passar mal, precisando de internação de emergência.

Autoridades foram deslocadas para coletar informações para tentar desvendar o que de fato ocorreu, porém, ninguém conseguiu uma explicação plausível, até o presente momento, que possa encerrar o caso. Não foi descartada nenhuma possibilidade, incluindo, bruxaria, magia negra e manifestação espiritual.


O pai de uma das adolescentes conseguiu filmar o momento em que a filha foi socorrida, e ele descreve como incoerente e insano tudo o que presenciou. Segundo ele, as duas meninas rolavam pelo chão e agonizavam em plena madrugada. O homem fez outra revelação chocante e contou que sua filha fazia parte de um grupo no Whatsapp referente a uma seita - a filha havia mencionado interesse e curiosidade sobre aquela religião.


A equipe médica que tratou as pacientes afirma que elas não correm mais risco de morte, porém não fecharam um diagnóstico e não podem definir qual foi a causa da crise.

OUTRO CASO SEMELHANTE


Um outro caso aterrorizante envolvendo mensagens aconteceu em New Jersey, nos Estados Unidos, quando um casal comprou a mansão de seus sonhos num bairro de classe média alta. Pouco tempo após se mudarem com seus três filhos, começaram a receber as tais mensagens macabras assinadas como: ‘O observador’. E em um dos bilhetes ele dizia que seu avô e seu pai também vigiaram a casa na década de 20 e de 60, respectivamente.

O caso acabou nas mãos da polícia, que informou aos novos proprietários que uma série de crimes havia acontecido no local. O casal abandonou o imóvel e o colocou à venda, mas não obteve sucesso. Eles processaram a imobiliária que omitiu os acontecimentos. Isso lembra muito aquela série de filmes arrepiantes 'Amityville'.

Fonte: blastingnews

Compartilhe:

Disqus Comments