slider

Navegue

Funcionária de fast-food é presa acusada de passar sangue menstrual em hambúrgueres

Uma funcionária de uma rede fast-food de Columbus, Mississippi, Estados Unidos, foi presa acusada de passar sangue menstrual e saliva em hambúrgueres e servir a uma mulher. Juliette Samuel, 18 anos, foi detida enquanto trabalhava no Jack’s Family Restaurante.



A polícia chegou até a funcionária depois de uma denúncia da consumidora no Facebook. Após pedir um dos principais lanches do restaurante, a mulher percebeu que tinha algo errado ao vê-la colocar a mão por dentro das calças e passar no pão. Logo em seguida, Juliette teria lambido o queijo. As informações são do Daily Mail.

Obviamente, a cliente não aceitou o pedido e tentou reclamar com o gerente, mas não obteve contato. A mulher, então, colocou a acusação no Facebook e a polícia foi átras. A empresa emitiu nota dizendo que vai colaborar com as investigações e que contratou uma detetive particular para averiguar a informação. Essa rede de fast-food tem 130 lojas nos estados Alabama, Georgia, Mississippi e Tennesse.

Via metrópoles
Compartilhe

Varjota Destaque Destaque

Poste um comentário: