Mulher é encontrada suja de sangue e amarrada a um porta-malas de carro

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Mulher é encontrada suja de sangue e amarrada a um porta-malas de carro

O caso aconteceu nesta segunda-feira (21). Uma mulher de 42 anos foi encontrada com as roupas sujas de sangue e amarrada a um porta-malas de um carro, na estrada DF 180, sentido Gama/Ponte Alta de Goiás.



Cogitou-se inicialmente a possibilidade da mulher estar com explosivos amarrados ao corpo, hipótese que foi descartada mais tarde pela polícia.

A mulher, que não teve a identidade revelada, afirmou à polícia que teria sido abordada no momento em que deixava seus filhos na escola, no Setor Central da Gama, e foi sequestrada pelos indivíduos. Ao chegar à BR 180, na altura do quilômetro 60, em Brasília, os criminosos pararam o veículo e amarram a vítima, prendendo o artefato nela. Segundo a mulher, na hora em que eles iriam explodir a suposta bomba, se assustaram e saíram correndo, deixando ela amarrada no porta-malas do carro.

Motoristas que passaram pela rodovia avistaram a mulher com as roupas manchadas de sangue e as pernas amarradas com um material luminoso e resolveram chamar a polícia.

O Esquadrão Antibomba do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) foi acionado. Após passar mais de duas horas no local, fazendo uma análise minuciosa de todo o material, foi descartada a hipótese de serem explosivos.

A todo o momento uma equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local, aguardando o término da operação policial para atender à vítima, que teve os primeiros atendimentos ali mesmo no local dentro ambulância do SAMU. Depois do atendimento médico, a mulher foi encaminhada à 20ª Delegacia de Policia (Gama Oeste), onde prestou depoimento sobre o Crime. A vítima foi encaminhada para exames de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) e em seguida foi liberada.

A imagem que está circulando na internet foi feita pela corporação. Nela é possível ver a mulher encostada no porta-malas aberto, com as pernas amarradas do joelho para baixo com um material luminoso e alguns fios pelo corpo. A vítima vestia um vestido branco manchado de sangue.

A 20ª está investigando e apurando os fatos em busca de mais informações que possam ajudar a identificar e punir os suspeitos de cometer o crime.

Até o fechamento desta matéria não havia novas informações sobre o estado de saúde da vítima, nem identificação ou prisão de algum de algum suspeito envolvido no crime.

Compartilhe:

Disqus Comments