Entrevista antiga! Luciano Huck revela que fumou maconha e saiu com garota de programa

TV VARJOTA EM DESTAQUE - AO VIVO

Entrevista antiga! Luciano Huck revela que fumou maconha e saiu com garota de programa

Luciano Huck é um dos famosos mais conhecidos do Brasil e, por isso, evita entrar em assuntos polêmicos nas entrevistas.



Porém, aos 27 anos, o apresentador concedeu uma entrevista para a edição de abril da revista Trip, em 1999, na qual abriu o coração e falou sobre os mais variados assuntos. Ele contou que já fumou maconha, que a primeira vez foi com uma garota de programa e ainda revelou que Eliana foi seu primeiro amor. Confira alguns trechos polêmicos da entrevista!

À época da entrevista, Huck apresentava o Programa H, na Band, e Tiazinha, interpretada por Suzana Alves, era uma das principais atrações. Ele contou à publicação o que achava do personagem.

À época da entrevista, Huck apresentava o Programa H, na Band, e Tiazinha, interpretada por Suzana Alves, era uma das principais atrações. Ele contou à publicação o que achava do personagem.— A Tiazinha é a personagem da mulher gostosa que não te enche o saco, que não fala, que não tem opinião. Ela só rebola para você. No H, ela é só um personagem. Agora, a Suzana Alves é outra coisa, é uma menina que eu gosto. Dentro dos poucos recursos que a família dela tinha, ela é uma menina superesperta, que sabe das coisas, que lê. A Suzana Alves é uma pessoa legal. E a Tiazinha é um personagem [...] A marca Tiazinha é minha. Minha e da Rede Bandeirantes. Eu sou contratado da Bandeirantes para criar dentro da emissora. É como o Walt Disney, o Mickey é dele. A Suzana só interpreta. Acho que cada um tem o Mickey que merece

— A Tiazinha é a personagem da mulher gostosa que não te enche o saco, que não fala, que não tem opinião. Ela só rebola para você. No H, ela é só um personagem. Agora, a Suzana Alves é outra coisa, é uma menina que eu gosto. Dentro dos poucos recursos que a família dela tinha, ela é uma menina superesperta, que sabe das coisas, que lê. A Suzana Alves é uma pessoa legal. E a Tiazinha é um personagem […] A marca Tiazinha é minha. Minha e da Rede Bandeirantes. Eu sou contratado da Bandeirantes para criar dentro da emissora. É como o Walt Disney, o Mickey é dele. A Suzana só interpreta. Acho que cada um tem o Mickey que merece.

O apresentador falou sobre a legalização da maconha.


— Sou a favor da descriminalização, mudar a lei em relação ao traficante e ao consumidor. Agora, o Brasil não está preparado para liberar a maconha, hoje em dia, de jeito nenhum.

Depois de defender a descriminalização, ele confessou que já fumou maconha.

— Já fumei. Só fiz isso. Nenhuma outra droga. Só fumei maconha e achei engraçado […] Fumei algumas vezes. Não tenho nenhum preconceito contra. Acho que, bem ministrada, não faz mal a ninguém.

Atualmente casado com Angélica, o apresentador falou sobre o primeiro amor, Eliana, sua namorada à época.— A Eliana é uma pessoa que amo de paixão. Uma mulher bacana tem que ser uma mulher pensante, uma mulher que fale e que te acrescente algo, que tenha uma relação, que não seja só uma bunda. Mas eu gosto que tenha a bunda também. Ela foi o primeiro amor da minha vida

Atualmente casado com Angélica, o apresentador falou sobre o primeiro amor, Eliana, sua namorada à época.

— A Eliana é uma pessoa que amo de paixão. Uma mulher bacana tem que ser uma mulher pensante, uma mulher que fale e que te acrescente algo, que tenha uma relação, que não seja só uma bunda. Mas eu gosto que tenha a bunda também. Ela foi o primeiro amor da minha vida.

Huck comentou sobre as intenções políticas.— Hoje em dia, nenhuma [vontade de entrar para a política]. Quem sabe com 45, 50. Pode ser
Huck comentou sobre as intenções políticas.

— Hoje em dia, nenhuma [vontade de entrar para a política]. Quem sabe com 45, 50. Pode ser.

O marido de Angélica não teve o menor constrangimento ao falar da vida íntima.

— Já broxei quando era moleque. Depois de grande não broxei mais. Eu broxei com uma menina quando devia ter uns 16 anos.

À época, ele declarou que não conseguia viver sem mulher.

— Não consigo. Não consigo [viver sem mulher]. Eu tenho que ter mulher por perto, seja uma namorada, sejam várias. Eu gosto de mulher por perto.

Sem medo de polêmicas, ele contou que já se relacionou com garotas de programa.

— Minha primeira vez foi com prostituta e eu achei uma merda. Achei que não ia gostar dessa po*** nunca.

Huck revelou que uma namoradinha da adolescência fez aborto sem que ele soubesse.

— Já. Duas vezes [passou por situação de aborto]. Não tomei conhecimento de nenhuma das duas. Não soube. Eu tinha 16, ela tinha 14. E ela escondeu de mim.

Ele também emitiu opinião sobre Caetano Veloso e Gilberto Gil.

— Não gosto, acho chato pra caramba.

Sobre Chico Buarque.

— Chato demais.

E sobre Milton Nascimento.

—Mais ainda

Porém, ele falou especificamente sobre Caetano.


— Gosto de Você é Linda, mais que demais… Eu gosto do Caetano como figura, acho que é uma figura importante para o cenário pop brasileiro. Isso não quer dizer que eu goste do disco dele. Esse O Livro é muito chato. Em compensação, a nova música, Sozinho, do Peninha, que ele gravou, é um show de bola. E mostra que ele transita bem por todas as praias.

Apesar de não se achar bonito, Huck nunca teve problemas com mulheres.— Nunca fui o bonitinho da classe, mas também nunca não tive uma mulher que eu quis. Se eu quis muito, alguma hora veio

Apesar de não se achar bonito, Huck nunca teve problemas com mulheres.

— Nunca fui o bonitinho da classe, mas também nunca não tive uma mulher que eu quis. Se eu quis muito, alguma hora veio.

Durante a entrevista, ele ainda falou que achava que, se fosse para a Rede Globo, teria menos liberdade do que na Bandeirantes. Porém, Huck falou que gostaria de trabalhar na emissora carioca por saber que a Globo tinha dinheiro para produzir as ideias dos contratados
Durante a entrevista, ele ainda falou que achava que, se fosse para a Rede Globo, teria menos liberdade do que na Bandeirantes. Porém, Huck falou que gostaria de trabalhar na emissora carioca por saber que a Globo tinha dinheiro para produzir as ideias dos contratados.

R7

Compartilhe:

Disqus Comments